<<Volta

 



Reconstruindo a Desmaterialização da Arte

A 23ª Bienal de São Paulo mostrou como a arte deixou de reproduzir o mundo, no início do século, para se desmaterializar em instalações ou conceitos.
O observador torna-se então parte física e integrante das obras nas instalações ou como um planador, ativa o intelecto para entender fatos, paradigmas da humanidade, nas obras mais conceituais.
Parodiando este tema da última Bienal, a Ziarte propôs Reconstrução.
Não só a plástica e simples das mãos guiando o pincel, a tinta, ou o barro, admirando a criação da imagem, mas a magia que cada um pode se dar quando cria e se expressa através de cores e formas.
O trabalho artístico dá acesso à construção do homem "em si". Faz contato com seu próprio mundo, seu tempo, ora desmaterializado para encontrar sua essência, ora se reconstruindo na certeza de sua existência.

 

Participantes:

 
         

   

         


         


         


              


        


         


                  


    


Copyright© 1998-2009